Notícias

E-commerce cresce 18,5% na primeira semana de abril

Levantamento foi realizado pela Ebit/Nielsen e resultado tem como motor o fechamento do comércio pela pandemia do coronavírus

O fechamento do comércio e o isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus impulsionaram as compras online na primeira semana do mês. Entre 31 de março e 6 de abril, o relatório Ebit/Nielsen mostra aumento de 18,5% no e-commerce em relação à semana anterior.

Destacam-se nesta semana os Eletrodomésticos (+21%), Informática (+22.3%), Casa e Decoração (+23.5%), Telefonia (+12%) e Eletrônicos (+20.3%). Essas categorias, inclusive, representam 58% de todo o crescimento do período.

“O e-commerce tornou-se um facilitador da situação imposta pela Covid-19, à medida que os consumidores adaptam suas atividades diárias para dentro dos seus lares e, consequentemente, aumentam a demanda por serviços online”, diz em comunicado o diretor de Atendimento ao Varejo e E-commerce da Nielsen Brasil, Roberto Butragueño.

Páscoa também favoreceu o bom resultado do período, com um aumento substancial em relação a 2019. De acordo com o relatório, os pedidos aumentaram 322% entre os dias 29 de março e 6 de abril de 2020, comparado ao intervalo entre 7 a 20 de abril do ano passado.

Os ovos de Páscoa comprados via internet tiveram alta de 360% e o tíquete médio foi 55% mais alto. Chocolates em geral apresentaram crescimento de 299%.

Com a manutenção do período de quarentena, a Ebit/Nielsen acredita que a tendência de crescimento se manterá nas próximas semanas. Semana a semana, produtos de giro rápido mostraram 21,7% de aumento nas compras online, o que demonstra que o consumidor está se adaptando a comprar itens mais simples pela internet e pode levar esse hábito adiante.

Fonte